Você > Notícias > Correios e Visa assinam acordo para alavancar comércio eletrônico internacional

Correios e Visa assinam acordo para alavancar comércio eletrônico internacional

Na segunda-feira (24), Correios e Visa assinaram memorando de entendimento com o objetivo de alavancar o comércio eletrônico entre o  Brasil e outros países. O acordo foi assinado em São Paulo (SP) pelo vice-presidente de Logística dos Correios, José Furian Filho, e o presidente da VISA no Brasil, Ruben Osta. Também participaram do evento, por parte da Visa, o diretor de Produtos, Marcelo Sarralha; o vice-presidente de Produtos, Percival Jatobá; e a gerente de Produtos, Beatriz Montiani Carvalho.

A parceria tem como foco incrementar tanto a importação como exportação por meio do desenvolvimento de comunicações, visando educar consumidores para a realização correta dessas operações, além de auxiliar exportadores e importadores com informações que facilitem as transações comerciais internacionais. Outra finalidade é o desenvolvimento de ferramentas, sites, textos, materiais educacionais para auxiliar a realização de referidas operações. “Desde os primeiros encontros com os Correios, percebemos uma sinergia, pois estávamos falando a mesma língua, ou seja, buscando encontrar formas de informar melhor o consumidor brasileiro para compras e vendas no exterior”, disse Sarralha.

Como primeira ação da parceria, será lançada, até o final deste mês, uma calculadora de impostos, que indicará uma estimativa dos impostos devidos, dos preços de distribuição e dos prazos inerentes à importação de uma remessa postal internacional. A calculadora poderá ser acessada tanto no site www.comprandofora.com.br como na página dos Correios (www.correios.com.br). A Visa desenvolverá a interface gráfica, enquanto os Correios fornecerão os dados por intermédio de webservice que serão apresentados aos usuários. “O consumidor brasileiro precisa entender que quando ele faz uma compra em um site internacional, ele está fazendo uma importação e, portanto, estará sujeito a cobrança de tributos, que são incidentes sobre o valor do produto e mais seguro e o frete”, afirmou Furian.

A calculadora facilitará o entendimento do importador brasileiro quanto aos elementos integrantes em uma operação de importação como imposto, preço do frete e prazo, de acordo com as especificidades do país de origem, produto e seu respectivo valor e, ainda, os prazos para entrega a depender da modalidade de frete escolhido - EMS, Colis ou Petit Paquet.

25/08/2015