Services

Conquistas

Gabriela Cé

Tênis

2013

- Brasil é vice-campeão no Sul-Americano de 14 anos em Lima;

- Brasil é tricampeão Sul-Americano da categoria 16 anos feminino em La Paz;

ConquistaTenis1- Geração de juvenis masculino e feminino atinge suas melhores marcas e títulos internacionais;

- Brasil foi campeão mundial na modalidade Beach Tennis por equipes pela primeira vez, além de vencer todas as categorias do Campeonato Pan-Americano da modalidade.

- As brasileiras Joana Cortez e Samantha Barijan atingiram o posto de número 1 do mundo no Beach Tennis, reforçando o Brasil como uma potência mundial.

- Brasil tem a 2ª melhor dupla de tênis do mundo, com os atletas Bruno Soares e Marcelo Melo atingindo os melhores rankings da carreira, terminando a temporada como 3º e 5º melhores duplista do mundo na ATP, respectivamente;

ConquistaTenis2- Bruno Soares e Marcelo Melo são contemplados em 2013 com o Bolsa Atleta Pódio, programa que faz parte do Plano Brasil Medalhas Rio 2016;

- Teliana Pereira quebra jejum brasileiro de 23 anos e recoloca uma representante feminina do Brasil entre as 100 melhores do mundo, fechando a temporada como 97ª do mundo;

- Teliana Pereira se torna a primeira brasileira a disputar um Grand Slam após 21 anos e entra na chave principal do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada de 2014;

- Bruno Soares foi o vencedor do Prêmio Tênis 2013 e do Prêmio Brasil Olímpico em votação realizada pelo Comitê Olímpico Brasileiro;

2012

- Retorno ao Grupo Mundial da Copa Davis, o que não ocorria desde 2003;

- O Time Correios Brasil ganhou o Campeonato Sul-americano das categorias de base de 12 anos - Masculino, 14 anos - Masculino e 16 anos - Masculino e Feminino;

- O Time Correios Brasil conquistou a terceira colocação no Campeonato Mundial da categoria 16 anos - feminino da modalidade;

- A tenista Bia Maia Haddad disputou a final juvenil de duplas em Roland Garros, o Grand Slam Francês, obtendo o vice-campeonato;

- Beatriz Haddad Maia e Laura Pigossi deixaram o Brasil com duas jogadoras entre as 20 melhores juvenis do mundo pela primeira vez no tênis feminino;

- O tenista mineiro Bruno Soares se destacou realizando uma das melhores temporadas da carreira, conquistando o título de duplas mistas do US Open, o Grand Slam americano;

- Três árbitros brasileiros representaram o Brasil nos Jogos Olímpicos de Londres.

Conquistas de 2008 a 2011
- Três jogadores brasileiros entre os 100 melhores do Ranking mundial, fato que não ocorria desde 2003;

- Um jogador considerado o melhor do mundo na categoria infanto juvenil;

- Um jogador campeão do Auastralian Open, Título Inédito para o Brasil nos Grand Slams Juvenis;

- Um jogador alcança a 21ª posição no ranking mundial na categoria profissional (2º melhor resultado da história do Tênis do Brasil);

- Seleção feminina 14 anos campeã sul americana;

- Em 2009 e 2010 o Brasil bateu o recorde de número de atletas com pontos no ranking mundial masculino, chegando a 86 atletas;

- Dois jogadores de duplas entre os 05 melhores do mundo em 2010 e 2011, chegando a melhor marca de toda a história do Tênis nacional;

- Com a parceira a CBT consegue montar a 1ª seleção brasileira permanente da história do tênis do Brasil, reunindo e apoiando os 10 melhores atletas profissionais masculinos e as 04 melhores atletas femininas;

- O Brasil é o segundo maior calendário de torneio Futures (primeira etapa do circuito profissional mundial);

- Duplicação do número de Challengers, tornando-se o maior calendário sul americano neste nível;

- Crescimento de 30% na capacitação de professores - maior pólo de capacitação do mundo;

- 2º maior calendário de torneio futures masculino do mundo (só perde para a Espanha);

- Número federados antes do patrocínio: 5.000 e após o patrocínio 25.000

Natação

RevezamentoMasculino- 9 medalhas olímpicas desde o patrocínio dos Correios, contra as quatro que a natação obteve nos 68 anos anteriores de história de participação do Brasil nos Jogos Olímpicos;

- 133 medalhas nas edições dos Jogos Pan-Americanos realizados durante o período de patrocínio sendo:
    - 36 medalhas de ouro;
    - 41 de prata;
    - 56 de bronze.

- 15 medalhas (Oito de ouro, uma de prata e seis de bronze) conquistadas na vigência do patrocínio dos Correios no Mundial dos Esportes Aquáticos, principal competição da Federação Internacional de Natação - FINA. Antes da entrada da empresa na modalidade, o Brasil tinha apenas duas medalhas (uma de ouro e uma de bronze) no Mundial da FINA.

O Mundial dos Esportes Aquáticos de 2013 deram ao Brasil o melhor resultado de todos os tempos na história da competição.

Medalhas da Natação no Mundial de 2013 - Barcelona

Ouro = Cesar Cielo - 50m borboleta
Ouro = Cesar Cielo - 50m livre
Bronze = Felipe Lima - 100m peito
Bronze = Thiago Pereira - 200m medley
Bronze = Thiago Pereira - 400m medley

- 31 medalhas no Mundial em Piscina Curta da FINA (25 m). O Mundial foi criado em 1993, quando os Correios já eram patrocinadores do esporte. A lista é dividida em:

    - 12 medalhas de ouro;
    - 07 de prata;
    - 12 de bronze;

- 08 medalhas (uma de ouro, quatro de prata e três de bronze) no Mundial Júnior da Federação Internacional de Natação. Competição idealizada e sugerida à FINA pelo Brasil, que teve sua primeira edição em 2006.

Maratonas Aquáticas

A maratona aquática é um dos esportes que mais crescem no mundo. O esporte apesar de ser praticado há muitas décadas é recente no programa das principais competições mundiais. Em 2007 estreou nos Jogos Pan-Americano e em 2008 entrou nos Jogos Olímpicos.

As atletas Poliana Okimoto e Ana Marcela Cunha figuram sempre entre as oito primeiras das grandes competições colocando o Brasil está numa ótima posição entre as principais nações da modalidade.

- 03 medalhas nos Jogos Pan-Americanos (uma de prata e uma de bronze no Rio de Janeiro 2007 e uma de prata em Guadalajara 2011).

- 07 medalhas no Mundial dos Esportes Aquáticos da FINA.

Títulos do Brasil em Mundiais da FINA

2009 - Roma - Poliana Okimoto - 5km - 3º lugar
2011 - Xangai - Ana Marcela - 25km - 1º lugar
2013 - Barcelona - Poliana Okimoto - 10km - 1º Lugar
2013 - Barcelona - Ana Marcela Cunha - 10km - 2º lugar
2013 - Barcelona - Poliana Okimoto - 5km - 2º lugar
2013 - Barcelona - Ana Marcela Cunha - 5km - 3º lugar
2013 - Barcelona - Allan do Carmo, Poliana Okimoto, Samuel de Bona - Revezamento 5km - 3º lugar

Títulos do Brasil na Copa do Mundo de Maratona Aquática da FINA

2007 - Poliana Okimoto - 3º lugar
2008 - Ana Marcela - 3º lugar
2009 - Poliana Okimoto - 1º lugar
2009 - Allan do Carmo - 2º lugar
2010 - Ana Marcela - 1º lugar
2012 - Ana Marcela - 1º lugar
2012 - Allan do Carmo - 3º lugar

Saltos Ornamentais

Cesar Castro- 06 medalhas (três de prata, três de prata e três de bronze) nos Jogos Pan-Americanos. O esporte subiu ao pódio da principal competição da Américas apenas após o patrocínio dos Correios, na edição de Santo Domingo, em 2003, com Juliana Veloso (prata na plataforma e bronze no trampolim de 3 metros) e Cassius Duran (prata na plataforma).

- Uma final (Cesar Castro) e duas semifinais (Juliana Veloso) Olímpicas nos Jogos de Atenas, em 2004.

- O1 medalha de prata no Mundial Júnior da Federação Internacional de Natação - FINA, com Hugo Parisi, em 2002.

- 01 medalha de ouro, com Cesar Castro, no Grand Prix da Federação Internacional de Natação - FINA em Porto Rico (2013).

Nado Sincronizado

Conquista Nado Sincronizado- Desde que os Correios atuam no patrocínio do esporte, o Nado Sincronizado do Brasil já faturou sete medalhas de bronze em Jogos Pan-Americanos (por equipe em Winnipeg 1999, em equipe e dueto nos Jogos de Santo Domingo 2003, Rio de Janeiro 2007 e Guadalajara 2011);

- Antes dos Correios, o esporte tinha uma medalha de bronze por equipe, na edição de São Paulo 1963.

- A modalidade também subiu posições no ranking internacional e hoje figura entre as 12 melhores equipes do mundo nas principais competições internacionais;

Polo Aquático

Izabella Chiappini- 08 medalhas (três de prata e cino de bronze) tem o Polo Aquático brasileiro na era de patrocínio dos Correios. Antes o país possuía cinco pódios, sendo que um de ouro, na edição realizada em São Paulo, em 1963.

- Foi o primeiro dos esportes aquáticos a conquistar uma medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos, no edição realizada em São Paulo, em 1963.




Handebol

Handebol Feminino- Em janeiro 2013, a seleção brasileira masculina terminou o Campeonato Mundial Masculino de Handebol, realizado na Espanha, no 13º lugar, melhor posição já conquistada até hoje;

- Em março, a seleção brasileira feminina adulta conquistou, de forma invicta, o título Sul-Americano, em Mar del Plata, Argentina;

- Também invicta, a seleção brasileira masculina júnior conquistou o título Pan-Americano, em Mar del Plata, Argentina. O título classificou a equipe para o Campeonato Mundial, realizado em julho, na Bósnia;

- Em junho de 2013 - Santo Domingo, a seleção brasileira feminina adulta conquistou o Campeonato Pan-Americano, também de forma invicta, o que garantiu a participação no Campeonato Mundial Feminino - Sérvia 2013;

- Na Bósnia, a seleção brasileira masculina júnior terminou em 6º lugar, a melhor colocação da história na categoria em Mundiais, foi a melhor colocada das Américas;Handebol Masculino

- Tricampeã mundial, a seleção brasileira masculina de beach handball conquistou o título Pan-Americano, em Mar del Plata, Argentina, invicta;

- Dezembro de 2013, a seleção brasileira feminina adulta conquistou, na Sérvia, invicta, o título inédito de Campeã Mundial de Handebol em uma final emocionante contra as donas da casa.

Confederações patrocinadas